Aprendendo a ser

Minha foto
Fá-lo-ei por eles e por outros que me confiaram as suas vidas, dizendo: toma, escreve, para que o vento não o apague.

14 de julho de 2009

Da aprendizagem de ser solitário

                          ____________________________________________________________________
De repente as coisas não precisam mais fazer sen­tido. Satisfaço-me em ser. Tu és?
Tenho certeza que sim.
O não sentido das coisas me faz ter um sorriso de complacência.
        __________________________________________________________
Mas ao mesmo tempo tudo é tão fugaz.
Eu sempre fui e imediatamente não era mais.
O dia corre lá fora à toa e há abismos de silêncio em mim.
______________________________________________________________
Sou feliz na hora errada. Infeliz quando todos dançam
_______________________________________________________________
Saber desistir. Abandonar ou não abandonar
— esta é muitas vezes a questão para um jogador.
A arte de abandonar não é ensinada a ninguém.
E está lon­ge de ser rara a situação angustiosa em que devo de­cidir se há algum sentido em prosseguir jogando.
Serei capaz de abandonar nobremente?
ou sou daqueles que prosseguem teimosamente esperando que aconteça al­guma coisa?
_____________________________________________________

4 comentários:

Amanda Miná. disse...

Olá! Você acredita que só hje vi seu comentário no Acaso Ensaiado! De qualquer forma, um prazer a sua visita!
Quanto ao seu texto:muito bom! Cada interrogação não se faz despercebida.
Por fim, "satisfaço-me em ser". Sejamos, então!
Abraços!

Emilly disse...

Que texto bonito!
Satisfaço-me em ser também,senão ficaria louca procurando sentido ns coisas.

abraços! :*

Lore Rodrigues disse...

lindo blog amigaaa!! saudades enormes.. parabéns! xeruuu

Bruno Mota Pinheiro disse...

Nossa, sem palavras, fico bastante feliz por ter gostado do meu blog e de minhas poesias, e faço das suas as minhas palavras, e acrecento ainda mais, suas palavras deixam no ar uma pergunta cuja resposta é simples e ao mesmo tempo complicada, perguntas q sem dúvida todos se fazem ou farão, parabéns, bjão.